segunda-feira, 15 de junho de 2015

DESPREZO: ESAÚ DESPREZOU E TROCOU SUA PRIMOGENITURA (HERANÇA E CIDADANIA CELESTIAIS) POR UM PRATO DE LENTILHAS

Jefferson Magno Costa 
     O livro de Gênesis conta que Esaú veio do campo cansado e com muita fome. Chegou em desastrada hora, porque naquele momento seu irmão Jacó cozinhava umas lentilhas. Certamente estavam bem temperadas e exalando um aroma tentador (Gn 25.29).

     Esaú pediu a Jacó um pouco daquele legume. Porém Jacó, aproveitando-se da fraqueza e da fome do irmão, respondeu que dar não, mas vender sim. Se Esaú concordasse em vender-lhe sua primogenitura por um prato daquelas lentilhas, o negócio seria fechado imediatamente.
      Eram gêmeos, mas Esaú nascera primeiro. Era o filho primogênito, portanto. Tinha todos os direitos da primogenitura listados no Antigo Testamento, como dupla herança (Dt 21.17) e liderança sobre os irmãos e à frente da família (Gn 27.29,40; 49.8). Era também considerado propriedade do Senhor (Ex 13.2). 
     Porém, Esaú era um homem instintivo, acostumado a agir sem refletir. Certamente jamais parara para avaliar o que significava ser o primogênito de seu pai Isaque, que por sua vez era o legítimo herdeiro da promessa que Deus fizera a Abraão, promessa que um dia seria passada a ele, Esaú. Caso permanecesse fiel à promessa, um dia entraria genealogicamente na linhagem direta do Messias, Jesus Cristo!  
     Porém sua mente carnal e um tanto bestializada (e quantos evangélicos vivem hoje dentro das igrejas com uma mente assim!), aberta e atraída para a vida e a expressão dos seus baixos instintos, livre como a dos animais no cio que vivem soltos no campo, não tinha nenhuma reverência ou senso de valor da promessa que Deus fizera ao velho patriarca de Ur. 
    Esaú disse a Jacó: “Eis que estou a ponto de morrer, e para que me servirá logo a primogenitura?” (Gn 25.32). Era um homem imediatista. Disposto a trocar um bem de valor eterno, incalculável, por um reles prato de legumes. (E mesmo que tivesse sido por um churrasco completo, ou por um carneiro assado, a imensa desigualdade dos valores da negociação teria permanecido a mesma).
     Péssimo e desastroso negociador esse Esaú! Que Deus nos livre de o diabo ajuntar contra nós a fome e a tentação. A fome com a vontade de comer. E se o próprio diabo estiver fazendo um bico como garçom...
           
     Será que Esaú era cego? Ou era louco? Não. Não era nada disso. 
    Foi simplesmente um homem que vendeu e não pesou o que vendia: “E Jacó deu pão a Esaú e o guisado das lentilhas; e este comeu, e bebeu, e levantou-se, e foi-se: Assim desprezou Esaú a sua primogenitura” (Gn 25.34).
     O fato é que Esaú aceitou a proposta de seu irmão "expertíssimo" e vendeu sua primogenitura por um pedaço de pão e umas míseras lentilhas. Mandou às favas (aliás, trocou por favas) a herança material e espiritual de Isaque, a herança material e espiritual de Abraão, a bênção dos patriarcas, o maior patrimônio que existia sobre a terra, desde o tempo em que Adão também desastrosamente (e por tudo o que o fruto proibido representava por trás de sua aparente simplicidade de comida) perdera o Éden. 
     O homem que vende sem avaliar o que está vendendo, não é de admirar que venda por um prato de lentilhas a maior herança que há no mundo. Troca sua salvação pelo azedo e malcheiroso prato de lentilhas da pornografia na Internet, por exemplo. Ou pelo prato de lentilhas do adultério. Ou pelo prato de lentilhas da mentira. Ou pelo prato de lentilhas do roubo. Ou por qualquer outro reles e miserável prato de lentilhas.
       Se antes de vender o maior bem que ele possuía (e que nós possuímos, a salvação eterna, que custou o sangue de Jesus) , Esaú tivesse ido buscar uma balança e colocado de um lado a sua primogenitura (o direito de receber herança material aqui na terra - a bênção patriarcal recebida de Abraão -, e a promessa de receber a vida eterna no céu - a bênção sacerdotal recebida de Jesus), e do outro lado da balança o prato de lentilhas, será que ele teria vendido assim mesmo sua herança tão miseravelmente como vendeu?
      Eis a razão porque há hoje tantas almas no inferno. Esta história envolvendo Esaú e Jacó aconteceu na antiguidade, e uma só vez, mas hoje é repetida milhares e milhares de vezes no mundo. O papel de Jacó é representado pelo demônio; o de Esaú, por muitos de nós. 
      O demônio oferece um prazer fugaz, um instante de aparente felicidade, e pede em troca a herança que Cristo conquistou para nós no Calvário.  
     E muitos, por negociarem sem a balança na mão (a balança é a cruz), não pesam a miséria, a insignificância do que o diabo está oferecendo, e fechando os olhos como seres entorpecidos pelos apelos da carne, aceitam a proposta do diabo, e consequentemente, ficam sem a bênção da comunhão com Cristo aqui na terra, e passam a correr o risco de perder a herança da vida eterna no céu.
     Quando Esaú vendeu sua primogenitura, não percebeu a enorme besteira que fizera, nem demonstrou a mínima preocupação por isto. Porém, quando percebeu que realmente ficara sem a primogenitura e a bênção, pois Jacó lhe roubara as duas, desabou em prantos (Gn 27.34-38).
     Pobres Esaús deste mundo! Vendem a alma, a paz com Jesus, a vida eterna no céu pela momentânea satisfação de um apetite carnal, pela ilusão de uma glória efêmera e enganosa, por dinheiro, sexo e poder, e nem percebem a espantosamente desastrosa negociação que fizeram.
       Só perceberão como negociaram pessimamente (mas infelizmente, já muito tarde) quando chegar aquele Grande Dia em que Jesus separará os justos dos ímpios, e dará a bênção e a herança eterna aos que forem colocados à sua mão direita, e a condenação eterna a esses Esaús que ficarão à mão esquerda do Senhor Jesus.

     Só então os Esaús entenderão que perderam a bênção e a herança eterna no céu prometidas a Abraão, a Isaque e a Jacó, e estendidas a "todas as famílias da terra" abençoadas pelo descendente humano de Abraão, o nosso Salvador Jesus Cristo.
      Esses Esaús perderam sua primogenitura por a terem trocado com Satanás por coisas tão ou mais vis do que um prato de lentilhas.      
   Jefferson Magno Costa

5 comentários:

  1. Inajá Martins de AlmeidaFeb 15, 2011 02:37 AM
    Pastor Jefferson
    A graça e paz no Senhor por este ministério que cresce a cada dia mais na graça. Gosto de ler os textos bíblicos e imaginar seus personagens: a mensagem que Deus quer que deles tiremos. Eis que me chama atenção Esaú e Jacó que, embora gêmeos no físico, diferentes na conduta, no moral, na ética, o qual me fazem tecer algumas linhas
    http://momentodeler.blogspot.com/2010/06/sempre-me-percebo-tempo-demorado-buscar.html. É triste saber quantos Esaús que se deixam levar por tão pouco. Mas também é reconfortante perceber o quanto é gratificante o caminhar com Cristo. Belas palavras. Belíssimo texto. Obrigada.
    ResponderExcluir
  2. Jefferson Magno CostaFeb 15, 2011 03:33 AM
    Muito obrigado pelo reconhecimento, irmã Inajá. Esaú, em hebraico, significa o mesmo que Edom, o "vermelho". Sua história é um tremendo sinal vermelho nos lembrando todos os dias que jamais devemos trocar as jóias de altíssimo valor que Jesus conquistou para nós pela bijouteria barata de Satanás.
    ResponderExcluir
  3. jose carlos rangelDec 18, 2011 03:00 PM
    È meu caro pastor , quantos lideres estão trocando a salvação , a vida eterna e a comunhão com o senhor ao deixarem de fazer a obra por amor , o que mais tenho visto é homens que estavam com a salvação nas mãos e derrepente abrem uma igreja de olho nos dizimos e ofertas !!!!
    ResponderExcluir
  4. David LidugerioJan 7, 2012 06:27 PM
    A Paz de Jesus Cristo Pastor

    Aprendi muito com o texto.

    Que possamos matar a nossa fome não com as lentilhas de satanás mais com a palavra de Deus, que é viva e eficaz.....

    David Lidugerio
    ResponderExcluir
  5. Jefferson Magno CostaJan 8, 2012 05:18 AM
    Sim, meu querido irmão David Lidugerio. A Palavra de Deus é maná do Céu, é o único alimento que pode matar a nossa fome,ao passo que as lentilhas que satanás oferece são equivalentes à comida dos porcos com a qual o filho pródigo desejava se alimentar.

13 comentários:

  1. Sim Pr. Jefferson

    Realmente. Quantos estão trocando a progenitura em Jesus por um prato de lentilhas que o diabo nos propõe.

    Interessante o texto. É bom atacarmos as armas que satanás no imputa.

    Há um tempo atrás escrevi um texto falando sobre as investiduras do maligno em nossas vidas, quanto a fome falou mais alto e o prato de lentilhas pode se apresentar.
    http://momentodeler.blogspot.com/2010/06/sempre-me-percebo-tempo-demorado-buscar.html

    Devemos sim cuidar para não cairmos.

    Bom estar neste espaço. Que estes dias que estão abertos para nós sejam profícuos. Felicidades e a paz do Senhor

    ResponderExcluir
  2. Prezada Inajá, que bom reencontrá-la aqui! Seus comentários são sempre enriquecedores e serão sempre bem-vindos. Que o Senhor lhe proporcione um 2012 de muita saúde, produtividade, felicidade e paz com Ele.

    ResponderExcluir
  3. Penso que Esau não trocou, apenas passou para as mãos de quem daria o devido valor. Quanto ensinamento temos hoje da PALAVRA, e poucos dão valor e trocam por um nada a mais, bem o que está dentro é o reflexo do que somos fora. Se não soubermos o valor dos tesouros espirituais isto que acontece. Pior de tudo quem busca os valores espirituais talvez venham ser chamados de espertinhos, aproveitadores, usurpadores porque trocamos o alimento mundano pelas coisas de Deus. Assim como nas próprias Igrejas vemos alguns dizerem isto !! E aí ?

    ResponderExcluir
  4. Olá meu amigo, pastor Jefferson!
    Mais uma vez somos edificados com um texto tão poderoso.

    Criei recentemente um blog com vistas a ser uma pequena 'revista' de Literatura, com ênfase na Poesia. O Objetivo é publicar os mestres da arte, traduções, ensaios, manifestos das diversas correntes, resenhas de livros, etc.
    Um espaço de enlevo mas também aprendizado, útil aos amantes da poesia e aos novos poetas. Para breve, almejo publicar texto seu por lá. Gostaria também de convidá-lo a contribuir diretamente com suas letras e erudição em tal espaço. O blog é o Mar Ocidental - http://marocidental.blogspot.com/

    Deus lhe abençoe e inspire mais e mais meu irmão.
    Um abraço fraterno do Sammis Reachers

    ResponderExcluir
  5. Élvio, mas no caso de Jacó foi um golpe mesmo, foi uma "esperteza"; ele "passou a perna" no irmão. É tanto que seu nome, antes de ser trocado para Israel, significava "usurpador". O "método Jacó" de tentar alcançar posições ou supostas bênçãos espirituais "na marra", passando os outros para trás dentro das igrejas ou nos ambientes de trabalho, jamais será aprovado por Deus. Jacó sofreu consequências amargas em sua vida após ter dado o golpe no irmão. Eu mesmo tenho vivido algumas experiências de levar rasteiras de alguns "Jacós" no meu ambiente de trabalho. É o que a gente mais vê hoje.

    ResponderExcluir
  6. Meu prezado e ilustre amigo Sammis Reachers, já estou indo imediatamente visitar o seu novo blog. E coloco-me à disposição para colaborar com poemas e textos. Um abraço do amigo Pr Jefferson.

    ResponderExcluir
  7. Essa passagem em Gênesis expressa de forma simples o fundamento da Fé.

    ResponderExcluir
  8. Essa historia é muito linda pois ela nos trás bastante aprendizado ou seja ela nos ensina a nunca desprezar os dons as ferramentas a nossa salvação por coisas vãs e perecíveis deste mundo e outras mais que satanás nos oferece. Pois a nossa luta não é contra carne ou contra o sangue e sim contra todo principado potestade e ostes infernais que habitam nas trevas.

    ResponderExcluir
  9. Olá, Jefferson!

    Foi uma agradável surpresa vê-lo de volta à blogosfera cristã, que precisa de seus textos edificantes.

    Grande abraço.

    Judson Canto.

    ResponderExcluir
  10. A Paz do Senhor, estava lendo essa passagem e resolvi entender um pouco mais sobre primogenitura e pesquisei no Google e encontrei esse texto tão cheio de ensinos e verdades, obrigado, com certeza me ajudou muito e irá ajudar a muitos outros, que Deus lhe abençoe grandemente, vou gravar aqui o seu blog pra estar sempre lendo e aprendendo mais...
    Até...

    ResponderExcluir
  11. Meu caro pastor essa mensagens. de Esaú e de Jacó é muita interessante , porque ? eu vejo que muitos hoje ñ para pra conversar com Deus e toma decisão precipitadamente e é muito preocupado para muitos líder que muitas vezes quer da conselho e muitos não da muita importância .

    ResponderExcluir
  12. Meu caro pastor essa mensagens. de Esaú e de Jacó é muita interessante , porque ? eu vejo que muitos hoje ñ para pra conversar com Deus e toma decisão precipitadamente e é muito preocupado para muitos líder que muitas vezes quer da conselho e muitos não da muita importância .

    ResponderExcluir

(Clique na imagem)

(Clique na imagem)

Visitantes recentes

Top 10 Members

.

.